Skip to content

Concerto Savigny (Paris) – Parte II

06/04/2005

Nos ensaios preparativos para este concerto chegmos concluso que nos estavam a faltar no alinhamento msicas lentas, mais contemplativas e meldicas para haver uma maior amplitude de contrastes.
Primeiro convocou-se o “Bulgar” (do lbum “Ar”) que, depois de muito tempo na reserva, voltmos a tocar na Coreografia “White” com o Ballet Gulbenkian em 2004.
Depois o Filipe Cal sugeriu que entre a sequncia mais densa (“Esse Olhar” e “Casa do Rio”) e a sequncia final mais rtmica (“Sorriso”, “Sirocco”, “Contradana” e “Tristes Europeus”) se encaixasse a “Dana I” (do lbum “Danas Ocultas”).
Com a entrada de duas msicas haveria que retirar uma do alinhamento, para o manter numa durao aceitvel. A eleita foi a “Contradana” pelo facto de j ter tido muita rodagem e nestes casos a alma j no a mesma.
Depois deste pequeno acerto ficmos com a ntida noo de estarmos com um alinhamento muito bom, equilibrado e eficaz; mais centrado na promoo do ltimo lbum “Pulsar” mas no deixando de abordar repertrio representativo dos lbuns anteriores:
1. Alento
2. La Danse Idalle
3. Dana II
4. Escalada
5. Queda d’gua
6. Porto Seguro
7. Bulgar
8. Esse Olhar (ao fole)
9. Casa do Rio
10. Dana I
11. Sorriso
12. Sirocco
13. Tristes Europeus
extras:
14. No(c)turno das 7
15. Moda Assim ao Lado
Outra alterao que fizmos foi o arranjo da “Queda d’gua“; o objectivo era devolver-lhe precisamente a alma que j teve. Assim em vez de uma entrada a solo, passmos a entrar em tutti, como se fosse a segunda volta: resultou em pleno!
Muito bem, foi este o alinhamento que apresentmos no Espace Prvert em Savigny. Entregmo-nos ao concerto com a generosidade dos melhores concertos, sentimos a eficcia das alteraes no alinhamento, e sentimos que agarrmos o pblico! Tanto mais que nos brindou com um extenso aplauso, levando-nos a tocar um segundo extra, que acabou por ser a inicialmente escluda “Contradana”!
Final de noite no Bar do Espace Prvert, discos vendidos, autgrafos, conversas com o pblico, onde se encontravam alguns portugueses e luso descendentes. Uma simptica senhora tinha comprado o nosso primeiro lbum em Lisboa na altura da sua edio – 1996!
Jantar no prprio recinto com o director artstico Frdric Blanchet, que nos agradeceu o concerto!
(Continua)

Anúncios

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: